Cloud pode reduzir mais de 25% dos custos das empresas.

BR&M Tecnologia, OUTSOURCING de Infraestrutura e Suporte em projetos de ERP

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pesquisa realizada com 670 profissionais de TI de dez países mostrou os benefícios da adoção desse tipo de ferramenta em comparação com soluções próprias.

O uso do cloud computing – soluções em nuvem – vem revolucionando o modo como as atividades, as comunicações e os dados são gerenciados e armazenados. Além do benefício da mobilidade, permitindo que aplicações e documentos sejam acessados em diferentes plataformas por meio da internet, o cloud traz para as empresas outra grande vantagem: a redução de custos.

Uma pesquisa realizada pela Sage com 670 profissionais de TI, em dez países, revelou que as empresas de médio porte apresentam economia de mais de 25% nos custos quando utilizam sistemas em nuvem, em substituição a soluções “in house”. Essa nova modalidade traz uma significativa redução de custo, já que não exige estrutura física local, equipe de suporte e licenciamento de softwares.

Com popularidade crescente, os serviços em nuvem começam a avançar também para os softwares de gestão empresarial. Atualmente 20% das empresas utilizam ferramentas de gestão baseadas na nuvem. Segundo o estudo, essa situação vai mudar, uma vez que cerca de 60% das empresas que ainda não têm soluções de gestão em cloud estão interessadas em adotá-la, enquanto 55% visam implementar um software de gestão na nuvem com funcionalidades móveis.

Importante destacar que as soluções de gestão, independentemente de seu formato, são vitais para que a empresa tenha o controle administrativo e, assim, a visibilidade necessária para seu crescimento. A adoção do software de gestão em nuvem aprofunda esses benefícios, trazendo não só flexibilidade, como também escalabilidade e, acima de tudo, agilidade para a gestão do negócio.

Ainda de acordo com o levantamento, o primeiro fator que influencia a migração para cloud é exatamente a redução de custos (50%). Em segundo lugar vem o ganho da eficiência (40%). No entanto, para que este movimento de troca aconteça, barreiras precisam ser superadas dentro da própria empresa. A maior delas é o receio de colocar em risco a segurança e a privacidade de dados.

As gerências de empresas que planejam fazer essa migração devem ter em mente que a transição entre os diferentes sistemas deve ocorrer de forma gradual, sobretudo quando envolver questões sensíveis, como dados administrativos do negócio.

Uma das formas mais recomendadas para que a passagem ocorra é por meio da adoção de um sistema híbrido, que contemple a transição dos dados e sistemas de modo paulatino, respeitando o ritmo de cada empresa. Com isso, certamente o uso de soluções cloud, seja em sistemas de gestão ou em outros meios, trará ganho de produtividade e melhora no uso dos recursos.

Fonte: SAGE

Anúncios

Sobre Ramires, F A. Borja

Sólidos conhecimentos em: GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS - Planejamento Estratégico Empresarial; - Balanced Scorecard (BSC); - Indicadores de Performance (KPI); - Avaliação de Potencial de Mercado; - Marketing Geográfico (GIS); - Business Intelligence (BI); - Inteligência Competitiva. GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA - Planejamento Orçamentário; - Plano de Negócios; - Análise de Custo, Volume e Lucro; - Ponto de Equilíbrio e Alavancagem Operacional; - Formação e Análise de Preços; - Retorno sobre Investimentos; - EVA, MVA, EBITDA e Fluxo de Caixa Descontado; - Risco de Crédito com Credit Score.
Esse post foi publicado em Tecnologia da Informação e marcado . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s