Capacitação da equipe é essencial para sucesso dos projetos de Tecnologia da Informação

EquipeTI-1Estudos da IDC mostram que um time bem treinado reduz riscos nas novas iniciativas e custos no médio prazo.

Gerentes de TI e CIOs têm que justificar cada vez mais gastos de seus orçamentos e demonstrar quais são os benefícios tangíveis que sua área está trazendo para a empresa. Nessas avaliações, é importante que os gestores considerem que a capacitação dos talentos não é apenas um investimento, mas pode significar redução de custos a médio prazo.

Os CIOs estão procurando maneiras de reduzir os riscos de seus projetos e torná-los mais rentaveis, seja através da seleção das tecnologias mais adequadas, práticas de gestão mais sofisticadas e funcionais, ou a contratação dos mais experientes e qualificados profissionais.

Estudos mostram que parte do sucesso de um projeto depende não só da habilidade e dedicação dos membros da equipe. Quando se fala de “projetos de sucesso” deve-se considerar dois fatores importantes sobre os talentos que estarão envolvidos na iniciativa:

– Um programa de formação adequada e certificações do time 

Equipes treinadas tendem a se concentrar em maior valor agregado, tais como atividades de planejamento, processo de reestruturação e melhoria da infraestrutura. A diferença entre os projetos que não atingem os seus objetivos e os bem-sucedidos é influenciada pelas horas de treinamento oferecidas aos funcionários.

– Avalie se todos têm as habilidades certas 

Em organizações globais, onde a equipe está espalhadas por várias regiões, tenha certeza de que todos os envolvidos em um projeto receberam capacitação adequada ou possuem as certificações de mercado exigidas para a iniciativa.

No entanto, antes de traçar um programa de treinamento e certificação para o time que conduzirá o projeto leve em conta o seguinte:

1- O nível atual de competência da equipe 

Faça um inventário da formação e competências de todos para e determinar quais as habilidades faltam ao time.

2- Orçamento para o treinamento

Projetos que destinaram mais de 6% do seu orçamento para capacitação são significativamente mais bem sucedidos do que aqueles que dedicaram menos de 3% , segundo estudos da IDC.

3- O número de horas atribuído a cada profissional

O tempo gasto em treinamento não deve ser visto como uma perda. As horas gastas em cada tópico deve ser suficiente para garantir a compreensão e assimilação do conhecimento de cada um do time.

A capacitação de pessoal de TI é um passo importante para garantir a qualidade e desempenho de seus projetos. Quando uma equipe não tem as competências específicas para desempenhar suas funções, ela pode atrasar a adoção de novas tecnologias na empresa.

As habilidades de gerenciamento de projetos também desempenham um papel importante, pois contribuem para a boa gestão das etapas do processo.

Os gestores de TI devem avaliar se o programa de treinamento atende desafios tecnológicos atuais em infraestrutura, provisionamento de serviços, segurança, acessibilidade e adoção de novas soluções, entre outros.

É aconselhável incluir uma revisão de situações práticas para avaliar se os métodos e as tecnologias utilizadas trazem resultados que se alinham com os objetivos de negócios e impactam na redução de custos e riscos.

As equipes de TI devem ter um programa de capacitação contínua para garantir que a equipe sabe como usar a tecnologia, que é capaz de aceitar e compreender a implementação de novos procedimentos e ter habilidades suficientes para executar as tarefas e atividades atribuídas. Um time bem capacitado pode fazer a diferença nos resultados dos projetos do departamento.

Por Claudia Medina

Anúncios

Sobre Ramires, F A. Borja

Sólidos conhecimentos em: GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS - Planejamento Estratégico Empresarial; - Balanced Scorecard (BSC); - Indicadores de Performance (KPI); - Avaliação de Potencial de Mercado; - Marketing Geográfico (GIS); - Business Intelligence (BI); - Inteligência Competitiva. GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA - Planejamento Orçamentário; - Plano de Negócios; - Análise de Custo, Volume e Lucro; - Ponto de Equilíbrio e Alavancagem Operacional; - Formação e Análise de Preços; - Retorno sobre Investimentos; - EVA, MVA, EBITDA e Fluxo de Caixa Descontado; - Risco de Crédito com Credit Score.
Esse post foi publicado em Tecnologia da Informação e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s