A cloud computing economiza dinheiro

Cloud Computing (1)Na área de TI, estamos acostumados a ver, a cada dois ou mais anos, as novas tecnologias abalarem os fundamentos de tudo com que já estávamos familiarizados. Você tem que estar sempre por dentro das inovações e do que há de mais recente em tecnologia para se manter realmente competitivo no mercado atual, pois o benefício direto de acompanhar as tendências é poder oferecer aos usuários finais as ferramentas de que eles precisam para trabalhar da forma mais eficiente.

Uma das partes mais assustadoras de gerar virtualização para sua empresa é o fato de existirem tantas opções lá fora. É significativa a quantia que você economiza com despesas de infraestrutura ao virtualizar o hardware, já que é possível reduzir a quantidade de servidores para economizar em custos do datacenter. Talvez você não ache nada fácil migrar para uma infraestrutura de cloud computing pública ou privada, mas os prestadores de serviços e as empresas de hardware têm muitas formas de simplificar o caminho até ela.

A primeira vantagem obtida com a virtualização é consolidar o hardware e os aplicativos existentes. Isso reduz o espaço físico necessário para os ativos de TI, o tempo de suporte necessário para o hardware e os aplicativos e o tempo de implantação quando chega o momento de adicionar um novo hardware ou novos aplicativos à cloud computing.

O armazenamento de dados é um problema que está na cabeça de cada membro do departamento de TI. Os dados quase sempre são essenciais para os negócios, e encontrar melhores formas de armazená-los pode ser um processo longo e contínuo. Deixe que sua força de trabalho chegue a lugares mais distantes com ambientes virtualizados. Em vez de mandar seus funcionários móveis para a guerra armados com nada além de um notebook, você pode aproveitar o ambiente de cloud computing privada para mantê-los com acesso aos recursos da empresa como se estivessem na sede. Não importa se eles os acessarão por meio de smartphone, desktop ou notebook.

É provável que seus funcionários tenham dispositivos próprios que prefiram usar para trabalhar, mas que talvez você não possa permitir por questão de segurança. Em vez de limitá-los apenas aos dispositivos da empresa, a infraestrutura virtualizada tem medidas de segurança para viabilizar dispositivos externos. Será ótimo se você quiser oferecer opções de flexibilidade a seus funcionários remotos, reduzindo o custo de ter que distribuir hardware para eles. Se eles estiverem dispostos a usar os dispositivos pessoais para trabalho, por que não agradá-los e, ao mesmo tempo, economizar algum dinheiro para a empresa?

A cloud computing permite que você economize dinheiro, não importa de que maneira você a implemente. A escalabilidade sozinha já vale a pena, e a economia de custos não perde para nenhuma outra forma de infraestrutura. Mas não é só isso: ela poupa ao departamento de TI muitas dores de cabeça. Eles têm bastante controle sobre a infraestrutura de cloud computing privada, e isso leva a métodos muito mais fáceis de solução de problemas quando eles ocorrem.

O objetivo dos departamentos de TI é manter tudo o mais simples e otimizado possível. Você pode aumentar bastante a agilidade da TI fazendo bom uso das ofertas de cloud computing privada, principalmente quando pode obtê-las de forma pré-configurada. Mesmo que queira configurar a cloud computing de forma customizada, você obtém os benefícios da flexibilidade e reduz bastante os obstáculos provenientes de tentar gerenciar e manter a infraestrutura. Você paga somente pelo que precisa e acrescenta hardware adicional à medida que suas necessidades aumentam. Também não precisa descartar o hardware existente quando configura esse tipo de infraestrutura. É possível adicioná-lo à cloud computing, embora possa demorar um pouco para que tudo esteja integrado se você estiver usando muitos fornecedores de hardware diferentes para a infraestrutura existente. Mas você certamente não precisa jogar tudo fora e começar do zero com este método.

Publicado por Bruno Galera

Anúncios

Sobre Ramires, F A. Borja

Sólidos conhecimentos em: GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS - Planejamento Estratégico Empresarial; - Balanced Scorecard (BSC); - Indicadores de Performance (KPI); - Avaliação de Potencial de Mercado; - Marketing Geográfico (GIS); - Business Intelligence (BI); - Inteligência Competitiva. GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA - Planejamento Orçamentário; - Plano de Negócios; - Análise de Custo, Volume e Lucro; - Ponto de Equilíbrio e Alavancagem Operacional; - Formação e Análise de Preços; - Retorno sobre Investimentos; - EVA, MVA, EBITDA e Fluxo de Caixa Descontado; - Risco de Crédito com Credit Score.
Esse post foi publicado em Tecnologia da Informação e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s