Otimismo da indústria de material de construção atinge 71% em outubro

Termômetro da Abramat aponta que 66% das empresas têm expectativa positiva em relação as vendas para o mês

Apesar da leve queda no otimismo das empresas em outubro, cerca de 71% das indústrias de materiais de construção pretendem investir nos próximos 12 meses. A porcentagem ficou 10% abaixo do observado no mês anterior. Os dados são do Termômetro mensal divulgado nesta sexta-feira (26) pela Abramat (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Construção).

A sondagem no mês de outubro mostra também que no médio prazo, o otimismo em relação às expectativas das ações governamentais atingiu 51%. A porcentagem de empresas indiferentes aumentou para 46%, enquanto as que estão pessimistas foi de apenas 2%.

Vendas
Para o mês de outubro, a sondagem apresenta um cenário ainda positivo para as vendas no mercado interno. Segundo os associados da Abramat, 66% das empresas têm expectativa positiva em relação as vendas, sendo que apenas 2% acreditam que as vendas serão muito boas, 27% esperam um cenário regular e 5% apostam em vendas ruins.

No comparativo com mês de setembro, o otimismo do mercado interno subiu 12%. Segundo a Abramat, devido “às últimas ações do governo que prorrogaram a desoneração do IPI dos produtos já desonerados e incluíram novos produtos na lista”.

Capacidade instalada
O ritmo de utilização da capacidade instalada na indústria de materiais de construção civil manteve a estabilidade e ficou em 83% em outubro, mesmo reportado em setembro. No entanto, a entidade destaca que continua distante do índice mais alto nos últimos 12 meses, que foi de 86%, em outubro de 2011.

Perspectivas para setembro
A Abramat acredita que os últimos três meses do anos serão importantes para que o cenário do próximo ano comece a ser desenhado. “Nossa intenção é de reverter o desempenho de vendas na indústria, que anda abaixo do esperado neste ano de 2012”, finaliza o presidente da Abramat, Walter Cover.

Por Edilaine Felix

Anúncios

Sobre Ramires, F A. Borja

Sólidos conhecimentos em: GESTÃO ESTRATÉGICA DE NEGÓCIOS - Planejamento Estratégico Empresarial; - Balanced Scorecard (BSC); - Indicadores de Performance (KPI); - Avaliação de Potencial de Mercado; - Marketing Geográfico (GIS); - Business Intelligence (BI); - Inteligência Competitiva. GESTÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA - Planejamento Orçamentário; - Plano de Negócios; - Análise de Custo, Volume e Lucro; - Ponto de Equilíbrio e Alavancagem Operacional; - Formação e Análise de Preços; - Retorno sobre Investimentos; - EVA, MVA, EBITDA e Fluxo de Caixa Descontado; - Risco de Crédito com Credit Score.
Esse post foi publicado em Oportunidades de Negócios e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s